Conquistando o Shape dos sonhos – Parte 1

fabioRio de Janeiro, 21/11/17

Por Fábio Cantizano

Treinador de Atletas
Editor Técnico do site da IFBB RIO
Especialista em Treinamento Desportivo
Especialista em Administração e Marketing Esportivo

O verão está cada vez mais próximo e a busca pelas academias de ginástica para entrar em forma começa a acelerar. Ao longo do ano, treinadores e professores sempre alertam sobre a importância de construir o shape ideal respeitando o tempo de cada adaptação do organismo, ou seja, algo que jamais será conquistado em poucos meses ou dias. Se você está começando a treinar agora, tenha paciência, mas se você já se encontra em uma longa estrada, persista. O objetivo específico deste artigo é apresentar dicas para que você tenha sucesso em sua jornada rumo ao físico ideal, aquele que muitos gostariam de ter, mas poucos conseguem por serem persistentes. Abaixo daremos início expondo primeira parte da série “CONQUISTANDO O SHAPE DOS SONHOS”.

PROCURE UMA BOA ACADEMIA

O que é uma boa academia em sua opinião? Seria uma com equipamentos importados? Ar condicionado e tecnologias raras? Ao procurarmos uma boa academia para treinamento de alto rendimento, precisamos observar alguns aspectos como:

- Quantidade de equipamentos para cada grupo muscular;
- Se há manutenção preventiva frequente;
- Se a temperatura é agradável (nem sempre há a necessidade do ar condicionado);
- Se há bons profissionais.

PUBLICIDADE

Uma boa quantidade de equipamentos por grupo muscular é essencial para variação dos estímulos, sendo este um dos principais princípios científicos do treinamento desportivo. É claro que temos grandes exemplos de campeões que chegaram ao topo treinando em ginásios com limitações em equipamentos, mas pense, como seria se tivessem mais recursos?

Não é necessário estender muito o assunto quando falamos de manutenção preventiva, pois é uma ação básica para que o praticante possa dar continuidade ao treino sem ter que fazer adaptações frequentes. Caso perceba que a direção da academia demora muito para providenciar o reparo de um equipamento, pense duas vezes antes de renovar seu contrato. Em algumas situações a culpa não é da direção, pois existem equipamentos importados que ficam reféns da chegada de peças. Sei que é ruim aguardar, mas muitas vezes vale a pena.

No Rio de Janeiro, hoje em dia, temos diversas academias que atendem muito bem aos anseios de quem almeja o shape ideal, basta procurar boas indicações de atletas e praticantes mais dedicados.

Ter bons profissionais é obrigação de qualquer empresa séria que valoriza seus clientes, pois sem resultados satisfatórios não há indicação boca a boca. O grande problema é quando o praticante não sabe selecionar o profissional ideal para planejar sua rotina de treinos.

Mas o que seria selecionar o profissional ideal???

O profissional legalmente habilitado para prescrever exercícios físicos, independente dos objetivos, é o profissional de educação física devidamente registrado no Conselho Regional de Educação Física. Mas isso não é tudo. Toda área de atuação exige especialização e experiência. Não adianta você pedir para seu amigo (que é profissional de educação física) planejar seu treino se a experiência dele é com natação e hidroginástica. Por mais que ele tenha permissão legal para a ação, sabemos que dificilmente oferecerá as melhores opções em métodos de treinamento para você chegar lá. Sendo assim, verifique se em sua academia há um professor com experiência em treinamento de força para alto rendimento ou que seja ao menos estudioso do assunto. Você jamais iria em um dermatologista para cuidar de uma fratura. Iria em um ortopedista. Especialização é especialização. Procure um profissional gabaritado. Não é difícil encontrar, acredite!

Em breve publicaremos a segunda parte da série “CONQUISTANDO O SHAPE DOS SONHOS”.

Acesse sempre o site da IFBB RIO e fique por dentro!

Att, Fábio Cantizano

Deixe seu cometário

Coloque seu email para inserir comentário. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>